Mamãe de primeira viagem, fique tranquila!

Voltar para Blog
Mamãe de primeira viagem

Mamãe de primeira viagem, fique tranquila!

Postado Por: Gleide Selma Categoria: Mãe 0

10 Dicas Essenciais para Mamãe de Primeira Viagem

 

Mamãe de primeira viagem, fique tranquila. Este é um momento muito esperado, mas quando ele chega…

Quando você descobre que é real, enfim “estou gravida!”

Dá aquele friozinho na barriga! Dúvidas e incertezas começam a povoar sua mente.

Sei muito bem como é isso, e de verdade adoraria saber de algumas coisas, simples, mas que teriam facilitado muito minha vida de mãe de primeira viagem.

Esse é um dos motivos que me inspiraram a escrever essas 10 Dicas. Fique conosco e saiba algumas coisas simples que te trarão mais tranquilidade e segurança durante sua gravidez e com a chegada do seu bebê.

“Aproveite cada momento, parece que não, mas passa rápido e quando se der conta, seu bebê já estará crescido e você sentirá saudades, portanto curta ao máximo.”

 

1 – Mamãe, fique tranquila!

 

Em primeiro lugar fique calma, lembre-se, tudo que você sente ou pensa, passa para o seu bebê. Então, se quer um bebê tranquilo, comece por você.

 

 2 – Inicie o pré-natal o mais cedo possível.

 

É importante que sinta segurança no médico que irá acompanhá-la. Se não se sentir bem nas primeiras consultas com o médico não tenha receio de procurar outro. É fundamental confiar no médico e sentir-se a vontade para perguntar tudo aquilo que tiver dúvida. Faça todos os exames necessários para ter um bom acompanhamento da gravidez.

 

3 – Mamãe, não esqueça de você!

 

Comece com cuidados consigo mesma. Cuide de sua alimentação. Coma alimentos saudáveis como frutas e verduras, beba muita água, evite sal e açúcar. Se possível faça exercícios( o médico deve ser consultado) com um personal ou simplesmente caminhe para ajudar sua circulação. Use roupas leves e confortáveis.  sinta-se bonita, esta é uma fase muito importante de sua vida, aproveite!

 

4 – Medite!

 

Meditar ajuda relaxar, preste atenção na sua respiração. Converse com seu bebê, ouça músicas relaxantes. É bom que o papai também converse com o bebê. Ele lembrará da voz de vocês dois quando nascer.

 

5 – Prepare o enxoval

 

Existem algumas coisas que facilitam bastante a vida da mamãe e do bebê após o nascimento, por isso é muito importante começar pensar no enxoval logo após o terceiro mês de gravidez.  Vá comprando as coisas aos poucos para não pesar no orçamento.

 

6 –  Visite a maternidade onde pretende ter o bebê

 

Mesmo que você já tenha uma ideia de onde seu bebê vai nascer, visitar a maternidade é muito bom para preparar-se e reduzir a ansiedade.

Trace percursos diferentes para estimar o tempo que você leva para chegar ao local. Confira a infraestrutura disponível. Poucas maternidades fazem o parto na banheira, por exemplo, ou têm equipe que faça esse tipo de parto. Então, se você deseja ter um assim, precisará procurar um hospital que atenda suas expectativas.

É importante que você tire suas dúvidas sobre demanda de atendimento e qual é o protocolo caso não haja leito no momento em que você chegar — as salas de pré-parto podem comportar mais de uma gestante ao mesmo tempo e você precisa saber se fica confortável nessa situação.

 

7- Descanse nas últimas semanas antes da data do parto

 

Muitas mulheres têm dificuldades para dormir no final da gravidez, pois a barriga e a ansiedade estão grandes demais. Porém, ainda que você não consiga dormir bem, é importante que descanse o máximo possível nesse finalzinho.

Você precisará de muita energia para o parto e a primeira semana no bebê em casa é bastante cansativa. Serão muitas novidade e adaptações e, por isso, você precisa guardar alguma energia e estar preparada.

 

8 -Aceite ajuda

 

Você acabou de passar por um parto — que é um evento de enorme importância e grande influência sobre o seu corpo — e tem um bebê que precisa de você todo o tempo.

Por isso, não se acanhe em pedir ajuda para sua mãe, seu parceiro, sua sogra, irmã, cunhada, melhor amiga e para quem mais estiver por perto para manter a casa limpa, a geladeira cheia e o seu corpo alimentado. Isso será importante para você, para o bebê e para o seu relacionamento.

Peça ajuda se tiver dificuldades com a amamentação

A amamentação pode ser mais difícil para algumas mulheres que para outras. Afinal, você e seu filho precisarão aprender a amamentar. Por isso, não tenha vergonha nem se sinta culpada se vocês precisar de mais tempo para ter uma mamada tranquila e feliz.

O aleitamento materno é muito importante para a saúde e o desenvolvimento do pequeno. Então, por mais difícil que pareça, vale a pena insistir e pedir ajuda às profissionais da maternidade e do banco de leite, mesmo após a alta.

E ainda assim se precisar complementar a alimentação com fórmula, não há razão para sentir-se frustrada. O importante é que seu bebê esteja bem alimentado e recebendo os nutrientes que precisa para crescer com saúde.

 

9 – Fique calma diante do choro do bebê

 

O choro é a única forma que o bebê conhece para se comunicar, é a única linguagem à qual ele tem acesso. Portanto, ele vai chorar. É comum que a mamãe de primeira viagem pense que a criança está com fome, cólica ou dor. Mas lembre-se:

O mundo é um lugar novo para o bebê e os estímulos podem estressá-lo. Ele sente falta do aconchego do útero e, em boa parte das vezes, basta que você o atenda para que ele se acalme.

Dar colo é importante para fortalecer o vínculo entre vocês. Além disso, o contato com a mãe e com outros adultos ajuda no desenvolvimento das potencialidades do cérebro da criança.

 

10 – Durma sempre que puder

 

Essa é uma das principais dicas para mães de primeira viagem. Nos primeiros dois meses, o bebê mama com muita frequência, pois seu estômago é bem pequeno. Você precisa trocar muitas fraldas, dar banho, alimentar-se, tomar o seu próprio banho e ainda receber visitas, atender telefonemas e recados virtuais.

Enfim, a jornada é longa. Portanto, aproveite toda e qualquer oportunidade para tirar uma soneca e não se acanhe em recusar visitas. As pessoas entenderão seu argumento.

Lembre-se: você precisa estar descansada e relaxada para atender às demandas do seu bebê da melhor maneira possível.

 

 

Ser mãe pela primeira vez é uma experiência valiosa, mas que também pode ser angustiante. Durante a primeira gestação e os cuidados com o primogênito, é normal que os pais se sintam inseguros e cheios de dúvidas. Há mulheres que se preocupam muito durante a gestação e, quando o pequeno nasce, sofrem muito com o choro do filho. Há, ainda, quem fique com medo de o bebê não estar se alimentando o suficiente.

Ficar insegura é normal e uma das formas de acalmar o coração é procurar informações sobre suas principais dúvidas. Conversar com outras mães também pode ajudar.

 

Dicas de enxoval para bebê

 

 

 

Compartilhar Post

Voltar para Blog